É A CRUZ MOTIVO DE VERGONHA?

No capítulo 2 de Romanos o apostolo Paulo afirma que não se envergonha do evangelho, mas porque ele falou isso?É o evangelho motivo de vergonha? Hoje para nós não, afinal existem cruzes em todos os lugares muitos tem adereços e adornos em forma de cruzes, muitas casa e igrejas possuem cruzes de madeira, gesso ou de outro material, sem falar de quadros e pinturas, muitas pessoas fazem constantemente o sinal da cruz inclusive jogadores de futebol quando entram em campo.



Enfim a cruz está em todos os lugares e se tornou um autêntico símbolo do cristianismo e um objeto de orgulho, mas nos dias dos apóstolos não eram assim a cruz era um símbolo de vergonha e dor, afinal somente os piores criminosos considerados perigo ao império morriam assim, para se ter uma ideia se essa pratica continuasse em nossos dias apenas homens como Sadan Husen, Osama Bin Laden e Adolf Hitler seria condenados a cruz. Caso alguém tivesse um parente que tivesse morrido numa cruz faria de tudo para esconder esse fato, pois senão sofreria humilhação para o resto da vida.

Imagine então como um cristão falaria para um romana que nosso Deus morreu numa cruz, isso seria motivo de gozação, pois para ele nosso Deus é na verdade um grande criminoso e não é Deus coisa nenhuma pois nenhum deus se deixaria crucificar.

No livro de 1 Corintios o mesmo apostolo Paulo escreve que a mensagem da cruz é loucura para gregos e escândalo para judeus, quando eu era criança gostava muito de assistir os filmes do Hércules, de todas as cenas uma me chamou muito a atenção, nela toda a humanidade estava perdida e só havia uma solução mas para isso Hércules teria que arriscar sua vida, Zeus, seu pai, o tenta impedir porém não consegui, então seu filho lhe pergunta se ele não ama os homens, Zeus responde que sim, mas que o ama muito mais e que preferi perder toda a humanidade a perder seu filho.

Imagine um cristão pregando para um grego que Deus deu seu único Filho para morrer pela humanidade, para ele somente um louco acreditaria numa historia dessa, e caso fosse verdade, o louco da história seria Jesus, pois nenhum homem em seu perfeito juízo aceitaria morrer numa cruz quanto mais um deus.

E para pregar para um judeus era pior ainda, como seria para um cristão dizer para um judeu que o Messias tão esperado já tinha vindo e eles o haviam rejeitado? Como seria dizer que um homem carpinteiro, vindo de Nazaré, que nasceu em uma manjedoura, que andava com prostitutas, comia com publicanos, falava com samaritanos e que estava no meio dos marginalizados era o Filho de Deus? Como dizer que o Messias não viria salvar o povo da escravidão romana e sim da escravidão do pecado e para isso teria que morrer numa cruz?E principalmente como dizer que eles haviam crucificado o seus próprio Deus?

Mesmo em uma época que a cruz era  motivo ser vergonha sempre teve alguém disposto a pregar, está você hoje hoje disposto(a) a pregar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário